Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

CODEARQ:

BR RSMJDH

Nome da Instituição:

Movimento de Justiça e Direitos Humanos

Endereço:

Av. Borges de Medeiros , 340 - Centro

Cidade:

Porto Alegre

Estado:

RS

CEP:

90020-020

Telefone:

(51) 3221-9130 / 9951-2869

E-mail:

O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Ano de Criação:

1979

Vinculação Administrativa:

Organização Não Governamental Sem Fins Lucrativos

Missão Institucional:

Combater todas as formas de discriminação, racial, étnica e de gênero, enquanto formas de opressão e desrespeito aos direitos humanos fundamentais, bem como defender e promover a igualdade de direitos de todos os cidadãos em qualquer lugar do mundo. Promover e realizar  o intercâmbio de experiências, conhecimentos e informações para a defesa e valorização dos direitos fundamentais.  Defendemos o fortalecimento institucional de organizações de Direitos Humanos no Brasil e na América Latina através de convênios e parcerias solidárias. Contribuímos para o fortalecimento de articulações políticas na defesa dos Direitos Humanos, assessorando e subsidiando diálogos com outros movimentos sociais, bem como a interlocução com os poderes constituídos e a participação direta desses atores sociais em espaços públicos, para o planejamento, monitoramento e execução de políticas que venham ao encontro dos direitos.

Caracterização do acervo:

O Acervo documental do Movimento de Justiça e Direitos Humanos reflete a importante história de luta, resistência, resgate e respeito aos Direitos Humanos, perante a violação dos direitos fundamentais no período da ditadura militar no Brasil, fato que tornou esta organização uma referência no cenário nacional e internacional.
O acervo propriamente dito revela de forma evidente e clara a história da repressão militar no Estado do Rio Grande do Sul e a região sul do continente latino-americano, ao mesmo tempo, é possível identificar nas diferentes séries documentais que compõem este Fundo, a composição das redes de solidariedade que se criaram,  configuraram e permitiram salvar centenas de vidas de militantes políticos, intelectuais, líderes sindicais e estudantis, entre tantos outros, que foram perseguidos pelos regimes repressivos desta região do Brasil e do continente.

Condições de acesso aos documentos:

Somente com agendamento prévio

Dia e horário de atendimento:

De segunda a sexta-feira, das 10h00 às 12h00 e das 14h30 às 17h00

Serviços de reprodução:

Reprodução eletrostática.

Fim do conteúdo da página